Vitrines Da Vida

Desabafo…

De repente cai na real, e como a realidade, a verdade dói, a dor veio ao encontro do meu ser inesperadamente.
Assim como a luz rompe as trevas.
Água apaga o fogo.
Sabe não consigo encontrar a expressão certa para definir o que passa no âmago. A única certeza é que estou em profunda tristeza. Sinto intenso arrependimento de ter me envolvido contigo, um ser sem definição para a própria vida. Afinal quando não se conhece o conceito da verdade, torna-se assim igual você. No entanto preciso acreditar que esta tempestade vai passar logo, embora, seguida de um vendaval… mas amanhã ou depois começa-se a faxina… vou me deparar com tantos planos espalhados pelo caminho, tantas coisas fora lugar. Sabe devo admitir que sua partida me causa contentamento, afinal, ansiei pagar o preço sem saber qual seria; ou quem sabe sabia e não quis enxergar. Mas tudo bem vou seguir em frente… Ferido.
E amanhã ou depois quando nos encontrarmos, a vida nos mostrará, quem perdeu, quem ganhou. Você vai velejar sem rumo ao descobrir que perdeu a pessoa que te amou demais.

Texto escrito em 2000

Compartilhar