Vitrines Da Vida

Conte-me seus segredos

Eu jamais ponderei que me sentiria assim. Num frio incerto do inverno.
E até onde eu sabia de sentimentos nada era vago.
Mesmo assim, estou feliz de ter a chance para dizer: eu acredito que amo você.
E se acaso um dia não me encontrar, então feche seus olhos e tente sentir-se como experimentamos um dia.
E você poderá se lembrar de tantos sonhos, tantas coisas…
Almejos meus…
Anseios seus…
Continue sorrindo…
Continue brilhando…
Em busca de um abrigo seguro; sabendo que você sempre pode contar comigo.
É para isso que servem os amigos
Nos tempos bons e ruins.
Eu estarei ao seu lado, pra todo o sempre, mesmo somente em pensamentos.
É para isso que servem os amigos, concorda?
Venha e se abra. Pode chegar sem cerimônia, sem timidez, despido dos medos que a vida nos causa.
Conte-me seus segredos, seus desejos mais guardados.
Revela-me o que precisa para sentir-se completo e feliz, assim, haverá tantas coisas que eu observo. E que preciso saber, por sinal, te agradecerei pelo desabafo.
Deixa o vento soprar. A chuva passar…
E nesses tempos em que estamos distantes, feche seus olhos e saiba, minhas palavras vêm do coração.
Se você puder lembrar-se dos nossos segredos, continue sorrindo, continue brilhando…
Fazendo o que você quer…
Pode confiar em mim…
Com certeza, é para isso que servem os amigos nos tempos bons e ruins.
Afinal após um amor arrebatador não pode restar nada senão uma legitima amizade.
Vou te amar…
É para isso que servem os amigos!

Compartilhar