Gatos

Teco

Ele chegou tão pequeno.
Seu pelo cinza, com mechas brancas na parte de baixo do rosto e nas patas.
Nem sabia se alimentar.
Teve que tomar mamadeira.
O difícil foi encontrar mamadeira para gato.
Foi lhe dado o nome de Teco.
O tempo passou depressa e ele cresceu.
Apegou-se a Bravinho um dos dezesseis gatos residentes no nosso apartamento.
Enfrentou duas mudanças.
E mudança sempre deixa os gatos estressados e deprimidos.
Escolhi um amplo apartamento, porém ele parece que não gostou muito.
Hoje pela manhã acordei e fiquei fazendo hora na cama.
Ainda escutei, na garagem, alguém dizer “ ele está machucado. Coloquei leite e biscoito pra ele” – nem passou pela minha cabeça que poderia ser um dos meus gatos.
A campainha tocou e não escutei – fui informado depois.
O celular tinha uma chamada não atendida do síndico – “estranho o síndico me ligar” – pensei e retornei a ligação.
“Tem um gato no apartamento 201. Ele é seu?”
“Que cor ele é?”
“Cinza com as patas brancas .”
Pedi a Ryan para conferir e já fui logo me vestindo.
Corri, desci as escadas, toquei a campainha.
E lá estava Teco em cima de um jornal no canto da sala.
Ao me vê, ele miou chorando.
“Acho que ele quebrou as patas” – disse o senhor.
Pequei-o no colo e corri para meu apartamento.
Após algum tempo já estava a caminho do veterinário.
Teco se agarrou a mim.
Com suas garras afiadas segurava minha mão com cuidado.
E miava pedindo socorro.
Enfim quase tudo ficou bem.
Ele vai demorar uns quinze dias para voltar a andar.
Quebrou um dente e está muito assustado.
Agora, é esperar com paciência sua recuperação.

Compartilhar