Vitrines Da Vida

A melhor cantada

Quem nunca recebeu uma cantada daquelas que tiram o ar? E com isso não terminou na cama queimando de prazer?
Cantadas discretas…
Cantadas indiscretas… românticas e vulgares.
Ele decidiu inovar. Estava no ônibus a caminho da faculdade, com o celular na mão pensando na vida e atento ao redor.
Andar de ônibus é sempre interessante.
A gente escuta e vê cada coisa.
A língua portuguesa é assassinada pelos menos favorecidos de dinheiro e de educação.
Pobre é um inferno mesmo.
Falam sobre tantas coisas.
Mulheres pobres adoram falar sobre novelas.
Homens pobres somente falam de futebol e suas ilusórias aventuras sexuais.
Brendow não se conteve ao acomodar a seu lado, porém em pé no ônibus, uma atraente garota. Tímido pensara depressa uma maneira de falar com ela. Sentiu sua mão esfriar e sua ereção surgir assim, sem mais nem menos.
Com vinte anos é um rapaz atraente, pele clara, olhos castanhos combinando bem com os cabelos no mesmo tom, estilo moderno, incluindo o boné que lhe dá um charme especial.
Depois de pensar algum tempo pegou o celular e fingiu escrever uma mensagem.
“Você é linda. Estou até com as mãos frias. Se importa de me passar seu tel. Sou meio tímido por isso não quero conversar dentro do ônibus. Estou indo para a facul. Meu telefone é…”
Ela logo percebeu e se encantou com tamanha criatividade e audácia.
Anotou o número e ligou sem deixar a ligação ser completada.
Com a amiga ao lado conversou em código e informou seu nome.
A cantada causa um frisson enigmático.
Deixa com água na boca…
Tantas fantasias…
E a ansiedade do primeiro toque.
Quem sabe numa dessa não se viva a melhor relação no currículo da vida.
A melhor aventura… louca…. irracional… inconsequente…
A mais elevada paixão…
O primeiro amor…
A satisfação de desejar e ser desejado.

Compartilhar