Vitrines Da Vida

Medida certa

E o tempo passou depressa…
Decorreu feito vendaval em dias de tempestade.
Tantos fatos ocorridos…
Encontros e desencontros.
Vindas e partidas.
Surpresas a cada novo dia.
É assim a vida. Um obstáculo a cada amanhecer.
Andar em linha reta nem sempre é uma tarefa para todos.
É hora de fazer uma revisão das suas vivências.
Separar o que vale a pena do que não vale nada.
Esquecer as mágoas e curar as feridas.
Separar os amigos e os colegas.
Concluir com quem pode contar. Quem somente conta com você, procurando-o apenas nesses momentos de precisão.
Essa revisão é sua. Ninguém precisa saber de nada.
Bela tomou essa decisão após mais de trinta anos.
Feriu-se demais.
Perdeu o rumo em muitos momentos.
Amadureceu ano a ano, naturalmente.
Em 2009 encontrou a melhor forma de viver sem sofrer com os acasos do destino.
Será que viver é uma predestinação ou podemos modificar e escolher nossos caminhos?
Ela sempre indagou sobre isso. Nunca tivera uma resposta convincente. Afinal, quem tem?
Uma mulher bonita…
Olhos parecendo duas jabuticabas. Pele alva. Rosto bem desenhado.
Arrasou corações.
Recebeu tantas declarações de amor, mas seu coração já tinha dono. Mesmo distante sabia que um dia se completariam.
E ocorreu neste ano…
Reencontrou e a nostalgia do amor cuidou dos detalhes.
Agora, parada, calada, escolhendo o traje para a festa de réveillon, o primeiro ao lado do seu primeiro amor, recordava as ocorrências deste ano que findaria em poucas horas.
Na mente um turbilhão de planos.
Convicta que realizaria um de cada vez. Tudo tem que ser por etapa. Uma escada e deve subir degrau por degrau.
Bela depois de compreender melhor a maneira de viver, exibe sempre um sorriso no rosto. Problemas sempre têm como todos nós, mas não se abate. Respira fundo e os resolve.
Sem medo…
Com cuidado…
Leu algo que chamou-lhe atenção:
“Todo mundo procura por um herói. As pessoas precisam de alguém para se espelhar.
Eu nunca encontrei alguém que satisfizesse minhas necessidades. Um lugar solitário para se estar,
então, eu aprendi a depender de mim. Decidi há muito tempo nunca andar na sombra de alguém
Se falhei, se fui bem sucedida, pelo menos eu vivi como eu acreditei.
Não importa o que levem de mim, eles não podem tirar minha dignidade, porque o maior amor de todos está acontecendo em mim. Eu encontrei o maior amor de todos dentro de mim .
O maior amor de todos é fácil de alcançar aprendendo a amar a si mesmo.
Este é o maior amor de todos!
E se por acaso aquele lugar especial que você tem sonhado te levar para um lugar solitário encontre sua força no amor.”
Assim, ela vive tentando acertar a medida para ter ininterruptamente um ano feliz e realizador.

Compartilhar