Vitrines Da Vida

Falta do que jogou fora

Dedicava-se integralmente a ele, sem reserva alguma.
Desde que o conheceu seu mundo parou naquela estação.
Estação ilusão.
No começo como sempre tudo fora maravilha.
Os beijos…
Os abraços…
Os carinhos…
As carícias…
Os inéditos toques.
Horas lindas.
E se amavam intensamente.
Luiza tinha tantas qualidades, além da beleza, da família distinta, também era uma mulher sincera e dedicada.
Cresceu centrada nos valores importante para ser um humano bom.
Mas, Daniel não tinha bom coração.
Mesmo com toda dedicação, deixava que o tesão vencesse sua fidelidade, e quase sempre estava envolvido com uma aventureira de cama.
Com perfeição exercia seu ato.
Toda mentira um dia é desvendada pelas curvas do destino e Luiza ao saber tudo que o amado fazia, largou-o sem pensar duas vezes.
Tinha amor próprio.
Partiu sem olhar para trás, mesmo com imensa dor.
Agora, Daniel, parado, fica a pensar uma maneira de conquistá-la de novo.
Somente ilusão para afagar a falta do amor que jogou fora.
Descoberta que lhe causou imenso arrependimento.

Compartilhar