Vitrines Da Vida

Enganou-se totalmente

Dia frio.
De inverno intenso. Nada tinha sentido.
Afinal depois de perdê-lo tudo se apagou.
Sente falta de seus carinhos.
Não pensou que seu erro iria lhe gerar tamanha dor.
Nunca teve dúvida de seu sentimento, porém naquela tarde fria, sem querer se entregou em outros braços, um jovem que surgiu por acaso, olhou no fundo dos seus olhos e em poucos minutos estavam na cama.
Não pode negar para si mesma que foi bom demais.
Saiu da rotina.
Respirou outros ares, mas não soube guardar seu segredo.
Ao deparar-se com o marido desabou e lhe contou tudo, acreditara que os cinco anos de fidelidade seriam suficientes para aliviar a culpa.
Enganou-se totalmente.
Ele foi rígido, embora também já tivesse passeado por outros panoramas, mas para ele – homem pode.
Agora, ambos vivem na solidão.
Ela amarga a culpa.
Ele amarga sua mentira, como se fosse o dono da verdade.
Ela sofre em silêncio e muitas vezes desabafa com uma amiga qualquer.
Ele enche a cara na cerveja e acaba nas camas mais imundas da cidade ao lado de mulheres vulgares e até de homens.
O destino queria mudar a rota daquelas vidas.
Reencontraram por acaso.
Ele desabou, desabafou e a perdoou.
Aconchegaram-se nos braços um do outro, sentiram a melhor sensação do mundo.
Tudo voltou a ter sentido.
Amaram-se como a primeira vez.
No entanto, às vezes, o fantasma da desconfiança bate nas portas de seus corações.

Compartilhar