Vitrines Da Vida

Petição pública de natal – com Rosália Bicalho

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PAPAI NOEL –  PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DO NATAL DO ANO DE 2014.  
O CONSELHO DE AMIGOS VIRTUAIS, criado em 04 de fevereiro de 2004, na qualidade de rede social, dotada de personalidade jurídica de direito público e privado, com   sede e foro em cada IP dos membros e por estes representados, vem, perante Vossa Excelência, com fundamento no Código de Amizade Virtual, propor o presente pedido de natal, pelos motivos a seguir explanados.
 Ilustre Presidente do E. Tribunal do Natal, como se vislumbra do calendário do ano corrente, é dezembro. E, sendo assim, é quase Natal. Desta forma, um sábio escritor, requereu aos membros deste Conselho, fosse entabulado um conto de Natal. Entretanto, apesar de ainda não se ouvir o repicar de sinos nos campanários, vimos requerer de V.Exa., seja decretado oficialmente, que todos os dias, de todos os anos, sejam considerados como “dias de Natal”. O referido pedido se fundamenta na alegria da amizade virtual que se instala neste Conselho durante todo o ano, que invade a vida e coração de cada um, com mensagens e postagens, compartilhando-se o espírito de Amizade e Felicidade diárias e fraternas. Desta forma, há instalado virtualmente o espírito de Natal diário, posto haver uma sinergia de palavras que se interagem, presentes neste elo de amizade, celebrando a   expectativa de uma vida melhor e realização de gloriosos dias, o que justifica afirmar que todo este simbolismo é de uma grandeza quase divina, abençoando nossos corações como presentes de riqueza inestimável. Portanto, mais que um conto sugerido pelo escritor, requeremos nossos natais, presentes e diários, pois tão magnífico quanto celebrar o dia 25 de dezembro é saber que a cada novo dia, todos os membros deste Conselho se interagem, ora alegres ora tristes, mas dignificando o verdadeiro sentido  fraterno dos relacionamentos virtuais, trazendo cada um, um pouco de si, de sua vida, de seus anseios e partilhando uns com os outros, sendo presentes, desejando, agradecendo, com palavras gentis, a todos, inclusive aos que não se conhecem.
****
Dessa forma propomos que Vossa Excelência decrete as amizades virtuais tão válidas quanto as amizades convencionais, com fundamento no Código da Vida, que define amizade: “1 Afeição recíproca entre dois entes. 2 Boas relações”. 
Ressalto que muitas vezes esse amigo virtual é mais importante e especial de que certos amigos presentes, pois neles não revoa nenhuma pretensão que não seja um relacionamento puro, isso Vossa Excelência pode comprovar nas mensagens trocadas, na predisposição em responder, opinar, compartilhar e curtir o que postam no mundo virtual.
O mundo virtual, hoje em dia é essencial e paralelo ao nosso viver e não há idade, Vossa excelência, para participar dele, podemos comprovar isso observando adolescentes, jovens, adultos e muitas pessoas da melhor idade com seus computadores, notebooks, tablet’s, smartphones, em casa, nas ruas, nos ônibus, nos parques, em diversos momentos importantes, seja uma festa de aniversário, um casamento, uma viagem importante, para o que conheceram esse mundo se tornou importante compartilhar com os amigos virtuais esses momentos. Todavia, devo ressaltar que como nas curvas da vida, no mundo virtual devemos ter em consciência dos cuidados, pois o crime chegara ali também, mas ainda assim podemos escolher e usar as ferramentas desse mundo com responsabilidade.
Enfim, que Vossa Excelência decrete que o espírito de natal domine todos os nossos dias.
Que haja paz.
Que haja harmonia.
Da PROCEDÊNCIA
Os autores requerem:
A) Que seja JULGADA PROCEDENTE A AÇÃO, acolhendo os pedidos do ato.
B) Que sejam os amigos condenados a pagarem as custas e demais despesas judiciais e extrajudiciais, bem como o ônus da sucumbência; caso não cumpram o despacho.
C) Sejam citados durante os próximos 365 dias
Dá-se à causa o valor do amor e da amizade.                                  
Pede-se Deferimento
Compartilhar