Vitrines Da Vida

Um negócio lucrativo

Deus é seu escudo.
Prega um moral e vive outra…
Prega a verdade, mas vive mentindo. Vive na mentira, na ilusão de seus sonhos fracassados.
Prega a fidelidade, porém não é fiel nem consigo mesmo.
Prega a atribuição do pecado ao vício, a prostituição, a enganação, entretanto comete tudo que pode e o que não pode também.
Sua aparência chama atenção.
Sempre dotado de belas e seguras palavras.
Traja alinhada roupa, seja social seja esportiva.
Seu maior almejo é o dinheiro.
Conduz um negócio lucrativo, é pastor.
No altar convence os menos favorecidos de cultura.
Quer na realidade é gerar um bom lucro com a comissão das ofertas conseguidas.
E vive assim – usa a religião para acariciar suas atitudes tortas.
È um homem de boa aparência, passa a impressão de ser intensamente distinto – tudo um disfarce. Com trinta e poucos anos mantêm um casamento fracassado, principalmente na cama.
A maior missão é manter sua aparência.
Lamentável contemplar tantas pessoas seguindo alguém assim.
Carro do ano.
Casa de cara arquitetura…
Tudo bem no lugar para não deixar provas de quem é de fato.
Engana uns hoje, outros amanhã.
Ora entre lágrimas na intenção de se purificar dos pecados diários, dezenas de pecados.
Nada se pode fazer com alguém assim, senão afastar para bem distante.
Presente de grego.
Cavalo de Tróia.
Ouro de tolo.
Pessoa de palavras vazias.
Pessoa de coração de pedra.
Pessoa desprovida de amor próprio e de respeito por si e pelos outros.
E vai vivendo, escondido por detrás de um título ridículo, para ocultar sua verdadeira classificação – oportunista.

Compartilhar