Vitrines Da Vida

Separação

Não sei exatamente o ensejo de sua amargura. Sei é que pelo precário tempo de convivência aprendi a conhecê-lo.
Há certos períodos na vida que não existem palavras, então é indispensável o silêncio que muitas vezes fala mais. Hoje existe a desilusão em muitos aspectos e a certeza até da incapacidade em se fazer feliz.
Quando se decide ter alguém, determina-se que o sofrimento, a angústia e a magoa não podem fazer parte de nossas vidas.
Você chegou de um jeito tão especial… Tão seu… e foi me ganhando pouco a pouco; recordo-me como se fosse hoje…
Como tudo começou…
seu olhar tinha brilho,
seu sorriso tinha vida…
agora sinto que tudo acabou. O medo seguramente se faz presente nas nossas vidas.
O meu maior desejo era fazê-lo feliz… falhei! Afinal esta é a maior esfinge da humanidade; falhar.
Resta-me o seu perdão. Perdão pelos meus erros, palavras, falhas e até pela minha disposição de ver as coisas. Cada um tem uma maneira de ser, talvez este seja o maior desafio de um relacionamento… dois seres diferentes em educação, hábitos, costumes… é preciso tempo para que o vaso velho seja quebrado e moldado conforme a vontade.
Gostaria de dividir com você todos os momentos, mas entenda que tem momentos que são pessoais… Afinal falamos sobre quase tudo e nada foi útil… então precisamos de um tempo, na verdade nem acredito em tempo, ainda mais se tratando de sentimento, no entanto é necessário na ocasião. Não podemos permitir que a tristeza envolva nossas vidas.
E no dia que me reencontrar não saberá quem sou… meu sorriso e alegria estão se apagando nesta temporada.
Eu juro que te dei tudo que eu tinha…
O meu sentimento.

Compartilhar