Vitrines Da Vida

O Que Você Precisa?

A vida anda louca.

As pessoas andam tristes e solitárias.

Amargam a forma de viver desses novos tempos, onde o individualismo reina soberanamente.

Hoje não se pode dizer que se tem um amigo, desses que você pode contar para o que der e vier.

As pessoas andam tão só.

Não se pode dizer que você tem um verdadeiro ombro para chorar seu fracasso, sua lágrima de dor.

As pessoas andam loucas. Andam sem rumo, sem pudor, sem sentimento verdadeiro, estão sempre representando alguém que apenas gostariam de ser.

As pessoas andam tão frágeis.

Escravas do politicamente correto, reféns das dezenas de fobias, contra gordos, pretos, homossexuais e tantas outras que surgiram. Será que é importante o jeito que o outro é, a forma que resolveu viver, exceto escolhas ilegais?

As pessoas andam precisando desesperadamente de paz.

Acordar e dormir tranquilo com a consciência limpa de que é um bom ser.

As pessoas andam precisando praticar o desapego.

Desapego do dinheiro, de coisas materiais que não acrescentam nada moralmente em suas vidas.

As pessoas andam precisando de felicidade.

De parar de criar grupo disso ou daquilo, de parar de se preocupar com a vida alheia, aceitar a si e ao outro como  é verdadeiramente, diante do espelho, sem máscara, afinal você que ler esse texto agora sabe bem quem você é, sem disfarces, nas noites de insônia, sabe das suas falhas, do seus erros, dos seus acertos, do que fez de bom hoje.

As pessoas andam precisando de serem mais “ser humano”.

De olhar ao redor, de saber perceber a dor alheia, principalmente de quem você chama de amiga, de amigo, de irmão e de sei lá mais o que.

As pessoas andam precisando de “ser” mais fiéis. Mais leais.

As pessoas andam precisando tanto de mais lealdade. Seja e receba, afinal cada um colhe o que planta. O que você precisa?

Reflita e faça a sua colheita.

Compartilhar