Vitrines Da Vida

Novo amor

Vestiu a melhor roupa. Seu cabelo bem tratado não inquiriu cuidados. A pele clara ganhou um retoque que deixou-a num entretom amendoado.
Seu desejo: encontrar um novo amor para livrar-se do tormento da solidão.
Dizem que o pensamento atrai o que pensamos – disse mirando-se no espelho. Vou encontrar o homem ideal nesse novo ano.
Já se ouvia muitas vozes no amplo salão da casa.
Decidiu não ir para o exterior como nos anos anteriores, ficaria com os amigos e família.
O Buffet fora preparado com requinte.
Champanhe importado, uísque e diversos coquetéis.
Uma banda tocava ritmos animados.
Ao entrar deparou-se com o vocalista. Seus olhos encontraram-se naturalmente.
Depois de alguns minutos ele pediu uma pausa e a musica eletrônica invadiu o ambiente.
Sentada a mesa próxima em companhia de algumas amigas. Sorriam e falavam de coisas banais e planos futuros.
Ele se aproximou.
_ Senhorita, tem alguma preferência para esta noite?
A voz era tão bela!
A resposta foi não.
Marcos tentou puxar mais assunto. Tocou-a nas mãos macias. O respirar quente foi sentido.
Meia-noite…
Fogos…
Felicitações…
Abraços…
Gritos…
Enfim foi-se mais um ano e com ele tantos planos não realizados. Sonhos espalhados pelas horas corridas.
Duas horas da madrugada…
Marcos fez mais uma pausa.
Aproximou-se dela e sem dizer nada beijou-a com fervor. Havia precisão naquele beijo!
O amor brotou nos corações solitários.
Ele passou a fazer parte daquela vida.
Jovem belo, bem sucedido. Audacioso.
Tudo que Ana almejava nesta vida.

Compartilhar