Vitrines Da Vida

Efeito colateral da paixão

O disparar do coração avisa que algo descompassou.
Um perfume que sacrifica a razão.
A imaturidade é igual a dos tempos da adolescência.
Sua presença é um lamentar dentro do peito anestesiado.
“Hum… é muito bom” – declara.
E perto dele toda a nostalgia invade-lhe a alma.
Efeito da paixão.
A paixão é algo perigoso.
A paixão intensifica a vontade de viver.
A paixão é uma faca de dois gumes.
Faz sentir-se ao meio…
Perder o chão…
Perder as palavras…
E Débora vivia tudo isso. Mas não estava incomodada, queria mais é curtir essa sensação gostosa causada pela paixão.
A solidão é um agro castigo.
Antes se apaixonar e se arriscar do que viver sem motivos.
Ah, vou contar como tudo aconteceu.
Na fila de uma loja de conveniências, ambos compravam chocolate. Fetiche dos dois. Adoram chocolate.
A demora foi a causadora do bate papo iniciado.
Impaciente, Débora sequer achou ruim, pois ficar ao lado daquele homem lhe causou uma sensação tão magnífica.
E conversaram…
Sobre filas…
Políticas e os absurdos assistidos nos telejornais.
A troca dos números de telefones fora inevitável. No mesmo dia enviou-lhe uma mensagem.
Assim, logo estavam na fila de um cinema. Tudo como antigamente.
Os Encontros das mãos trêmulas.
O latejo no peito.
Um frio na barriga!
A porta estava aberta…
O beijo foi tímido.
Agora, queimava de paixão.
Com todos efeitos colaterais…
Contava as horas para vê-lo. E quando ele surgia em sua frente – somente o olhar dizia tudo. Olhar apaixonado.
Em meia hora tudo mudara!
Noites velozes…
Dias de saudades.

Compartilhar